Histórias para ouvir com atenção

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Preparativos de Natal 4

Olá, Pequenada !
 Não há dúvida  que o Pai Natal existe mesmo, desta vez até deixou rasto, que o digam  econfirmem os meninos e meninas do JI de Cova da Serpe.


Pegadas do Pai Natal
Na sexta-feira, dia treze o Pai Natal passou pelo jardim de infância da Cova da Serpe. Quando estavam no refeitório os meninos foram surpreendidos por um inesperado som de guizos e ficaram excitadíssimos pois, não tinham qualquer dúvida de que aquele som lhes era familiar. Só podia ser o som dos guizos das renas do Pai Natal. Correram para a entrada e deparam-se com umas enormes pegadas de neve no chão. De quem são estas pegadas? Só podem ser do Pai Natal! Seguiram as pegadas (alguns curiosos outros, amedrontados, mas todos, muito expectantes…) convencidas, de que iriam ter um encontro com o Pai Natal.
“As pegadas conduziram-nos até uma mesa da nossa sala, onde fomos encontrar um grande envelope e um grande embrulho. Gritámos: Lúcia esteve cá o Pai Natal, está aqui uma carta gigante e um embrulho! … mas, que estranho, as pegadas acabam aqui. Por onde é que ele saiu? Ainda estamos para perceber. Abrimos o envelope gigante e o Afonso com a ajuda da Lúcia leram a carta do Pai Natal em voz alta. Ficámos a saber que o Pai Natal veio ao nosso jardim de infância para se certificar de que nos temos portado bem e de que temos trabalhado muito. E também, para ler as cartas que lhe escrevermos com os nossos pedidos de Natal afixadas, no placar de entrada do nosso jardim de infância. Parece ter ficado satisfeito e prometeu fazer todos os possíveis, para satisfazer os nossos pedidos. Depois, abrimos o embrulho e vimos que o Pai Natal nos tinha deixado um presente, um puzzle do mapa- mundo. O presente trazia um cartão com a seguinte mensagem:



Olá meninos,
A pedido da Presidente da Junta de Freguesia de Quiaios, deixo-vos este presente (puzzle do mapa-mundo) para que possam localizar a terra do Pai Natal. Divirtam-se e aprendam muito a brincar.
Beijinhos
Pai Natal.
13 de dezembro de 2013




Demorámos quase meia hora a montar o puzzle. A Matilde foi a mais entusiasta porque gosta muito de fazer puzzles de muitas peças. Quando finalmente, conseguimos montar o puzzle, a Lúcia ajudou-nos a localizar a terra do Pai Natal que fica no Polo Norte, na Finlândia, na pequena vila de Rovaniemi (capital da Lapônia Finlandesa) onde existem muitas renas. Agora podemos viajar pelo mundo e aprender onde ficam outras terras (continentes, países, cidades…).





Preparativos de Natal 3

Olá, Pequenada!
Os meninos e as meninas do JI de  Cova da Serpe também fizeram uns Presépios muito bonitos e originais. Contaram com a colaboração dos Encarregados de  Educação, recorreram a materiais reutilizáveis e o resultado final foi excelente, os criadores /criativos estão de parabéns.
Querem ver o resultado?








Novas aquisições bibliográficas- PNL

 Olá, Pequenada !
   Já chegaram livros novos, não são muito, mas são muuiiiiito interessantes vocês vão gostar de ler.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Preparativos de Natal 2

Olá, Pequenada!
Os meninos e as meninas do JI de  Ferreira-a-Nova já decoraram a sala com motivos de  Natal, já fizeram uma liiiiiinnnnnnnnnnda festa de Natal, que ainda brilhou mais com as criativas estrelas de Natal confecionadas pelos pais/mães/encarregados de educação das crianças e ainda tiveram tempo, no meio de tanta azáfama, de também executarem um bonito e original Presépio, digno de artista consagrado, que vão expor na Biblioteca Municipal da Figueira da Foz, onde o espera os dos colegas do JI de Santana e da EB2/3 Pintor Mário Augusto de Alhadas, companhia não lhe vai faltar.

domingo, 15 de dezembro de 2013

O Natal está a chegar.

Olá, Pequenada!
 O Natal está a chegar e a BE-A quer desejar a todos vós, educadores, auxiliares de  educação, encarregados de educação, familiares e a todos aqueles que colaboraram para a dinamização de atividades e para a animação deste espaço um FELIZ NATAL repleto de tudo aquilo  que dá sabor à vida.


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Alhadinhas 1º período

Olá, Pequenada!
 Já chegou o Alhadinhas, querem ler ?
Basta  folhear.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Preparativos de Natal

Olá, Pequenada!
 Os meninos e meninas do JI de Santana já andam muito atarefados com os preparativos do Natal.
A sala  está toda  "nataleira" e muito, muito bonita.
 Com a   ajuda dos pais e das mães, elaboraram uns bonitos e criativos presépios, feitos com  o recurso a materiais reutilizáveis. O resultado final foi espetacular  e todos estão de parabéns.
 Os trabalhos destinam-se  aintegrar uma exposição dinamizada pela Biblioteca Municipal da Figueira da Foz que solicitou a participação de todas as Escolas/ Jardins de Infância do Concelho.
 Vejamos o resultado.



quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Dia Nacional da Ciência e da Cultura Cientifica -2

Olá, Pequenada!
Os meninos e  meninas do JI de Ferreira-a-Nova também comemoraram  o Dia Nacional da Ciência e  da Cultura Científica.
Vestiram a bata do cientista e foram conhecer os laboratórios da Escola Joaquim de Carvalho da Figueira da Foz, onde foram muito bem recebidos. Sabem quem estava à espera deles para os receber ? O Senhor Diretor !Ah! pois... Até cantou e encantou, com uma voz magnífica, os parabéns ao Afonso.
Depois a cientista Júlia levou-nos a ver a biblioteca, uma biblioteca muito grande, muito bonita e com muitos livros, onde estavam a estudar muitos meninos e meninas grandes...fomos depois para uma sala especial onde ouvimos a história da professora Parassalsa, a maior cientista do mundo que já fez muitas invenções, entre elas o coçador de orelhas.


As surpresas nunca mais acabavam, subimos por umas escadas, atravessamos uns corredores e chegámos ao mundo dos cientistas. Fomos ver os laboratórios e as experiências que tinham para nos mostrar.
E também nós fizemos experiências! Espetacular! 
Por fim, até vimos a erupção de um vulcão !
Estávamos para ficar..., mas o autocarro não podia esperar mais e tivemos que por fim a uma tarde repleta de aventura, brincadeira e aprendizagem, mas não viemos de mãos a abanar a cientista Júlia ainda nos ofereceu um marcador de livros para assinalar a nossa presença  na Escola Joaquim de Carvalho, nas comemorações do Dia Nacional da Ciência.




Dia Nacional da Ciência e da Cultura Cientifica -1

Olá, Pequenada!
No dia 24 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Ciência em homenagem ao cientista, pedagogo  e poeta português Rómulo de Carvalho/António Gedeão.
Os meninos e meninas do JI de Santana , em articulação com os colegas do 1º CEB, também assinalaram esta data. Foram para o laboratório e fizeram muitas experiências, a da flutuação, a da explosão das cores e muitas outras. O resultado final parecia magia, mas não era. Era mesmo Ciência.


sexta-feira, 15 de novembro de 2013

 Olá, Pequenada!


Pelo S. Martinho
os meninos do JI de Ribas
foram à EB1 de Vigários
e brincaram com os amiguinhos

Por aqui, a tradição ainda é o que era, os meninos e meninas do JI de Ribas festejaram o S. Martinho com um animado magusto, juntaram-se aos colegas da EB1 de Vigários e a diversão duplicou.
Acendeu-se a fogueira, cantou-se, brincou-se, tudo para dar tempo que as castanhas se assassem  e no fim, como não podia deixar de ser, comeram-se com muita satisfação.  Depois de tanta reinação, foram-se gastando energias  e o apetite falou mais alto.
E se elas estavam saborosas!...


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Dia 11 de novembro no JI de Regateiros

 Olá, Pequenada!
 O dia  11 de novembro foi repleto de atividades, animação e aprendizagem para os meninos e meninas do JI de Regateiros.
De manhã comemoraram o Dia do Origami, os brinquedos  feitos pelo Akira que morava no Japão , mas que depois ensinou a toda a gente.  Tiveram como convidada especial a  Graça Barão, uma pessoa muito fixe e divertida, que gosta muito de Origami e é especialista em fazê-los. E até contou a  história da Gata Borralheira, com as personagens feitas em Origami. Os cavalos da carruagem fizeram sucesso e os ratinhos também ! Também se falou no cuidado que devemos ter com os livros e logo apareceu um marcador de páginas feito em Origami.
A BE-A acompanhou  a Graça contou a história do Akira, mostrou onde fica o Japão e ainda falou do gentil general Martinho que, não hesitou em repartir  a sua capa com um pobre cheio de frio, num dia gelado e chuvoso e do sol que começou a brilhar quando esse ato de solidariedade aconteceu -o chamado verão de S. Martinho, a provar que sempre que praticamos uma boa ação tudo em nosso redor  fica feliz.
De tarde fizeram o magusto, assaram e comeram castanhas, comemoraram o Dia de S. Martinho  e cumpriram a tradição, em mais um momento de convívio e de partilha.







quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Dia de S. Martinho

 Olá, Pequenada!
 No dia de S. Martinho, no JI de Santana , fizeram-se cartuchinhos !

 Os meninos  e meninas do JI de  Santana  cumpriam  a tradição , no dia 11 de novembro, comemoraram o dia de  S. Martinho. Acendeu-se  a fogueira, assaram-se as castanhas e para não sujar as mãos, com  a colaboração dos  encarregados de  educação, fizeram-se uns originais e criativos  cartuchos. A imaginação  teve rédea solta, os materiais utilizados foram diversificados e reutilizados e o resultado final foram uns fantásticos modelos que, ainda realçaram mais quando cheios de castanhas quentinhas, acabadas de assar.
 Parabéns a quem propôs a ideia, a quem executou e  a quem utilizou!









quarta-feira, 6 de novembro de 2013

alimentos de histórias e com História



 Olá, Pequenada!
Integrado no projeto “A Biblioteca Vai  ao Jardim de Infância” a BE-A deslocou-se ao JI de Santana  no dia 4 de novembro. Levou uma cesta de alimentos e  muitas histórias para contar.
 Os alimentos foram o pretexto par a se falar da  roda dos alimentos  e  dos cuidados a ter com a alimentação. Pois,  ninguém quer  praticar uma alimentação igual  à dos Bisnaus , os passarocos comilões da história  O dia em que  a barriga  rebentou ,de José Fanha, que por comer mal e demais ficaram  com uma valente dor de barriga, mas acabaram por aprender a  lição, comer  alimentos pouco saudáveis e em excesso só prejudica a saúde.
 À medida que os alimentos iam saindo da cesta íamos conhecendo  a sua   História  real, qual o seu país de origem  e quando passaram a  fazer parte da nossa  alimentação. Isso levou-nos a recuar no tempo e  a navegar nas caravelas por esse mundo desconhecido, recorrendo ao mapa  para localizarmos exatamente o local de origem desses alimentos que não nasceram em Portugal.
Depois vieram as  histórias e as canções. A maçã da Branca  de Neve, a ervilha da princesa, o chocolate  da  Hansel  e da Gretel aprisionados numa casinha  de chocolate, de uma bruxa má. Também não faltou o jantar romântico da Dama e do Vagabundo, onde se deliciaram com um saboroso prato de  esparguete  e muitas mais. Para o fim deixamos o milho e   a História e uma surpresa, assistimos à história da  Galinha  Espertalhona,  que preparou um banquete para os seus pintainhos que a ajudaram a semear, a cuidar,  a colher e a preparar a farinha, para fazer petiscos  bem gostosos e deixou  de fora os vizinhos  mandriões  que só apareceram  na hora de comer.
Tudo isto acompanhado pelo primo do milho grosso , o  milho dente de rato com que se confecionou uma taça de doces pipocas de comer  e pedir mais.
Foi uma tarde repleta de animação e de aprendizagem, a repetir.






Dia das Bruxas 4

 Olá, Pequenada !
Em articulação com os colegas do 1º ano, do 1º CEB, os meninos e meninas do JI de Maiorca comemoraram, como manda a tradição, o Dia das Bruxas. 
Bruxas, bruxinhas, bruxonas, feias, horripilantes e malvadas, convidaram os seus amigos, igualmente medonhos e horrorosos e foram para a rua em desfile.
 As surpresas vieram a seguir, todas as crianças participaram numa festa surpresa, envolvendo-se na magia e no suspense de um teatro de sombras.
 Como não podia deixar de ser, não faltou na história uma bruxa, mas bruxa especial, que não nasceu para fazer maldades, nem com mau feitio. Por isso, usou todos os seus super poderes, todos os seus estudos e saber que, foi adquirindo pelo tempo que passou na biblioteca da Bruxolândia e conseguiu realizar o seu sonho, transformar-se em fada. Quem quer muito uma coisa tem que se esforçar e trabalhar para a conseguir.
Agora, boa como todas as fadas, deixou aos meninos e meninas o seu caldeirão mágico e uma poção milagrosa que bastava pedir com muita convicção e entusiasmo usando as palavras especiais e adequadas ao feitiço para que tudo o que entrasse no caldeirão saísse de lá enormeeeeeeeeeeeee.
 E como era preciso comprovar a eficácia do feitiço foi colocado no caldeirão um saquito, apenas com uma goma e saiu de lá, depois gritadas as palavras mágicas, um saco enorme, cheio de gomas, que deram para todos se deliciaram e ainda sobrou um resto para degustar noutras ocasiões especiais. 



Dia das Bruxas 3

Olá , Pequenada !
 Não concordam que dá  sempre jeito ser-se amiga  de uma  bruxa ?
 Porque será ?
 Esta deve ter feito das boas, a ver pelo semblante ! Será da  Bruxa ou da  amiga ?